Archive for the ‘Português’ Category

Dissertações … Empoderando pesquisadores com idéias e visão de ponta

Um blog da série What Researchers Need.

As dissertações geralmente fornecem a única informação sobre um tópico específico e trazem à superfície a pesquisa primária que não está disponível em outros formatos

Embora o conteúdo tradicional de periódicos revisado por pares continue sendo um recurso básico para os pesquisadores, uma pesquisa recente da ProQuest indica que a pesquisa e o ensino são alimentados por uma mistura diversificada de tipos de conteúdo.

Duas das fontes de conteúdo mais utilizadas foram as dissertações e teses, conforme mencionou 74% dos 410 pesquisadores de todo o mundo que responderam à nossa enquete. Elas não são populares somente entre os pesquisadores, mas aqueles com responsabilidades de ensino também recomendam dissertações para seus alunos. Na verdade, o número de professores que recomendam o uso de dissertações para a pesquisa de seus alunos (86%) é maior do que o daqueles que as usam (74%).

Por que tantos pesquisadores usam dissertações?

As dissertações são uma fonte inestimável de pensamento e reflexão acadêmica. Uma das maiores preocupações para quem escreve um trabalho acadêmico é se todos os artigos ou informações relevantes foram encontrados. Com uma cobertura profunda e extensas bibliografias de onde emergem fontes e idéias que de outra forma talvez se perdessem, as dissertações são uma ferramenta importante para as revisões da literatura.

Além disso, as dissertações geralmente podem fornecer a única informação sobre um tópico específico. E em disciplinas onde as revistas não são a principal forma de comunicação acadêmica, como a história ou a literatura, as dissertações oferecem acesso a pesquisas primárias significativas que não são publicadas em nenhum outro formato. Elas também podem esconder idéias seminais de estudiosos notáveis, incluindo:

Carl Sagan, Physical Studies of Planets. The University of Chicago, ProQuest Dissertations Publishing, 1960. 301918122.

Martin Luther King, Jr. A Comparison of the Conceptions of God in the Thinking of Paul Tillich and Henry Nelson Wieman. Boston University Graduate School. ProQuest Dissertations Publishing, 1955. 0024708.

Temple Grandin. Effect of Rearing Environment and Environmental Enrichment on Behavior and Neural Development in Young Pigs. University of Illinois at Urbana-Champaign, ProQuest Dissertations Publishing, 1989. 8924824.

Com o processo de revisão por pares dos periódicos, que freqüentemente leva 2 ou 3 anos, as dissertações oferecem acesso à pesquisa acadêmica de ponta, bem como um ângulo acadêmico sobre temas globais.

Acesse milhões de dissertações com a ProQuest

A ProQuest Dissertations & Theses Global é o maior repositório comercial de dissertações de pós-graduação e teses, contendo mais de 4 milhões de obras de todo o mundo e com mais de 130 mil novos trabalhos adicionados à base de dados a cada ano. Coleções menores, porém significativas, também estão incluídas em muitas de nossas bases de dados, como a ProQuest Central (com mais de 150.000 em texto completo), e outras bases de dados em saúde, negócios, ciências sociais, ciência e tecnologia e humanidades.

Alguns exemplos interessantes e tópicos incluem:

The Impact of the Brexit Referendum on Various World Stock Markets
Arora, Jasleen. The University of North Carolina at Charlotte, ProQuest Dissertations Publishing, 2017. 10281097.

One Belt One Road: China’s Nation-Building Initiative
Zhang, Yizhi Jing Jing. The George Washington University, ProQuest Dissertations Publishing, 2017. 10244494.

The Language of Anti-Intellectualism: A Study of the Presidential Rhetoric of Barack Obama and Donald Trump
Godfrey, Samantha. Hofstra University, ProQuest Dissertations Publishing, 2017. 10286102.

Mesmo obras escritas há muitos anos continuam a ter relevância hoje. Considere esta dissertação, que vale a pena olhar em celebração ao recente 50º aniversário de The Beatles Sergeant Pepper’s Lonely Heart’s Club Band.

Descubra mais sobre as mudanças das necessidades de informação dos pesquisadores, lendo os resultados da recente pesquisa feita pela ProQuest.

Os pesquisadores exigem mais diversidade em fontes de conteúdo

Infográfico

Veja o infográfico.

Um blog da série What Researchers Need.

A pesquisa e o ensino dependem cada vez mais de um mix de tipos de conteúdo além dos periódicos acadêmicos tradicionais, revelou pesquisa

Embora o conteúdo tradicional de periódicos revisado por pares continue sendo um recurso básico para pesquisadores, uma pesquisa recente da ProQuest indica que a pesquisa e o ensino são informados por uma combinação cada vez mais diversificada de tipos de conteúdo. A pesquisa demonstra que as coleções de bibliotecas com uma variedade de fontes de conteúdo se alinham mais às mudanças nas necessidades e expectativas dos usuários – com a mudança mais dramática na demanda por conteúdo multimídia.

A evolução da demanda por recursos de vídeo

A pesquisa de 2017 da ProQuest é um seguimento à pesquisa semelhante realizada em 2014 e que perguntou à uma população global de estudantes de nível de pós-graduação até corpo docente quais os tipos de conteúdo que eles usaram em suas pesquisas e quais foram recomendados aos alunos. Nos dois anos entre as pesquisas, o conteúdo de vídeo mostrou o maior crescimento em popularidade entre pesquisadores.

Em 2014, apenas 39% dos entrevistados estavam incorporando vídeos como parte de suas informações. Em 2017, o uso aumentou para 71%.

Pedidos de outros recursos em ascensão

Além disso, as revistas de acesso aberto (Open Access) viram sua credibilidade aumentar. 72% dos entrevistados as mencionaram e o índice de recomendação por professores foi de 89%.

À medida que a comunidade de pesquisa cruza cada vez mais limites geográficos, as revistas científicas de outros idiomas que não o inglês são avaliadas por mais pesquisadores – cerca de 60% dos entrevistados as utilizam.

Outras mudanças importantes também foram relacionadas ao impacto de tecnologia relativamente nova: o número de entrevistados que responderam que usam ebooks subiu de 69% para 80%. O uso de conteúdo de blogs também aumentou de 37% para 61%. Embora ainda seja a fonte mais popular de pesquisa, o uso de livros impressos viu um declínio significativo, caindo de 95% para 83% na citação de uso pelos pesquisados.

Soluções

As bibliotecas podem combinar tendências de pesquisa e ensino ao:

  • Incorporar livros impressos e ebooks como uma espinha dorsal importante para ir além do conteúdo das revistas;
  • Adicionar coleções de vídeo para atender às necessidades do pesquisador por conteúdo multimídia examinado e confiável;
  • Fornecer acesso à pesquisa e vozes emergentes com coleções que incluem dissertações e documentos de trabalho;
  • Garantir o acesso a relatórios de empresas, indústria e mercados para coleções que apoiam pesquisadores de negócios;
  • Manter-se à frente das tendências dos periódicos organizando-se e incluindo materiais Open Access e de outros idiomas em suas coleções ou na aquisição de materiais agregados.

Para equilibrar os requisitos de orçamento com as demandas dos pesquisadores, as bibliotecas podem considerar a construção de suas coleções fundamentais através da aquisição de recursos agregados que englobam uma diversidade de conteúdo.

Para ver os resultados da pesquisa em detalhes, leia o relatório.

Matti Shem Tov sucederá a Kurt Sanford como CEO da ProQuest

Em 23 de maio, a ProQuest anunciou que Matti Shem Tov sucederá a Kurt Sanford, CEO da empresa desde 2011, uma transição que acontecerá durante os próximos meses. Kurt ficará na ProQuest até o final de 2017, para assegurar que a transição seja realizada sem problemas. Discutirão juntos sobre o compromisso que engloba o legado da ProQuest, examinando os últimos seis anos e o futuro.

Acreditamos na importância do trabalho daqueles a quem servimos.

Essa afirmação é o cerne da razão de ser da ProQuest. Tem sido um guia para nós desde 1938, quando Eugene Power microfilmou o Short Title Catalog da Biblioteca Britânica, permitindo que as bibliotecas compartilhem coleções raras e expandam suas coleções, sem necessitar de mais espaço, e ampliem o uso incluindo aqueles estudiosos que não podiam viajar para bibliotecas longínquas para realizar suas pesquisas.

Este passado é um legado monumental e nosso caminho futuro é claro por causa da forma como priorizamos nossas ações: abordamos as necessidades mais prementes das bibliotecas, pesquisadores, professores, estudantes e fornecedores de conteúdo de todos os tipos.

Nos últimos seis anos, isso significou reunir ativos e talentos complementares entre si que podem simplificar e aprimorar os fluxos de trabalho de nossos clientes e usuários. Nós convergimos plataformas para fazer com que a busca do rico conteúdo da ProQuest seja mais rápida, mais simples e mais robusta. Desenvolvemos novos sistemas e procedimentos e nos reestruturamos internamente para nos tornar mais fácil de trabalhar. E reunimos empresas que produzem mais valor para bibliotecas e pesquisadores quando estão conectados.

Esse trabalho estabeleceu uma trajetória clara para a ProQuest, permitindo-nos ajudar as bibliotecas e os usuários a alcançar sucessos. Estamos cientes também de que nossos clientes gostariam de nos ver ainda melhores e continuamos empenhados em investir nessas áreas. Além disso, estamos aprimorando nosso foco no desenvolvimento de maior agilidade e capacidade de resposta às necessidades emergentes. Nosso futuro exige que trabalhemos na vanguarda das demandas dos usuários, permitindo que bibliotecas e universidades se articulem e se adaptem aos seus ambientes dinâmicos.

A Ex Libris está começando também um novo capítulo: nosso colega Bar Veinstein, Vice-Presidente Corporativo de Soluções de Gerenciamento de Recursos, se tornará o próximo presidente da Ex Libris, garantindo estabilidade e crescimento contínuo para uma empresa que é valorizada por bibliotecários e universidades em todo o mundo.

Assim como estamos orgulhosos de nossa herança, estamos animados para construir sobre esse passado, sempre com melhores serviços e inovação para nossos clientes e usuários.

Nossa liderança está mudando, mas nossos valores e crenças mais preciosas no importante trabalho daqueles a quem servimos permanecem iguais. Estamos ansiosos para contribuir com o seu sucesso contínuo.

* Editado em 02 de Agosto de 2017

Ajude a tornar seus pesquisadores conhecidos globalmente

Investigador usando Pivot

Precisos e atualizados, os dados do Pivot podem ajudar aos pesquisadores a beneficiar-se de especialistas em suas áreas

Digamos que você seja um especialista em qualquer área – desde pediatria até literatura inglesa antiga – e está preparando uma conferência, escrevendo um livro ou trabalhando em um grande projeto de pesquisa. Onde procurar colaboradores que tenham o conhecimento acadêmico que você precisa para ter sucesso?

Com frequência, a resposta é Pivot.

Os pesquisadores experientes usam Pivot para buscar financiamento para a sua pesquisa. Mas até mesmo os pesquisadores mais experientes também usam Pivot para divulgar seus trabalhos.

Uma base de dados de especialistas para cada área

O Pivot contém a maior coleção disponível de informações de perfil confiáveis sobre estudiosos de todo o mundo, juntamente com informações de afiliação e publicação verificadas. Os perfis de Pivot incluem informações biográficas importantes, interesses de pesquisa, publicações selecionadas e informações de contato, permitindo que os usuários identifiquem e entrem em contato com estudiosos relevantes para as suas pesquisas baseando-se em publicações e credenciais profissionais.

A base de dados é uma ferramenta única para encontrar pesquisadores por área de estudo específica, proporcionando acesso por palavra-chave à comunidade por trás do conteúdo.

Alguns destaques da base de dados de perfis do Pivot incluem:

– Mais de 3 milhões de perfis
– Âmbito internacional e multidisciplinar
– Editorialmente controlada
– Revisada regularmente para precisão e vigência
– Capacidade de atualizar partes do perfil

Quais as informações incluídas nos perfis do Pivot?

O perfil de Pivot é adicionado ou através de coleta de dados pela nossa equipe editorial ou através do proprietário do perfil que o adiciona ou atualiza.

Dados coletados: a equipe responsável pela edição de perfis do Pivot usa as fontes de informação disponíveis publicamente para construir perfis de universidades de todo o mundo. A seguinte informação, quando disponível, é colhida quando os perfis são criados:

  • Nome;
  • Email;
  • Páginas da web (home pages, páginas com publicações listadas e páginas de currículo);
  • Informações sobre o grau (instituição, grau de escolaridade, disciplina, ano);
  • Interesses de pesquisa;
  • Vínculos científicos atuais (incluindo função/posição);
  • A informação de publicações também é coletada e vinculada ao seu perfil por meio de um algoritmo automatizado próprio de correspondência que vincula publicações a perfis usando as seguintes fontes:
    > Base de dados de citações de PubMed
    > Bases de dados de citações de ProQuest
    > Base de dados de citações de CSA
    > Base de dados de citações de ERIC
    > Base de dados de citações de Agricola
    Juntas, estas bases de dados contém mais de 60 milhões de publicações.

Somente as publicações que podem estar “definitivamente” ligadas ao seu perfil serão exibidas em sua página de perfil. Além disso, os endereços e as comunidades são determinados automaticamente e adicionados aos perfis. As informações de corpo docente não disponíveis em páginas da web não serão colhidas quando o perfil for criado.

Dados adicionados pelo proprietário do perfil: uma vez que uma pessoa tenha reivindicado seu perfil, ela pode incluir informações adicionais àquilo que já está listado.

  • Os proprietários de perfil podem atualizar e fornecer:- Um documento com informações de publicação adicionais (os formatos de arquivo aceitos são .doc, .docx, .html, .odt, .ods, .odp, .pdf, .ppt, .pptx, .rtf, .txt, .text, .xls , .xlsx). O Pivot irá indexar e fazer esses documentos pesquisáveis nas áreas de pesquisa rápida e avançada;
  • Links para páginas da web com publicações (também indexadas e pesquisáveis);
  • Páginas ou documentos do CV (também indexados e pesquisáveis);
  • Endereço de e-mail adicional (atual e anterior);
  • Afiliações adicionais (atuais e anteriores);
  • Segundo nome e iniciais;
  • Experiência e outras informações – campos de texto gratuitos que permitem adicionar uma nova ou atualizar uma declaração de experiência existente.

Aprenda mais sobre como o Pivot pode ajudar ao corpo docente e a pesquisadores a encontrar financiamento, colaboradores e oportunidades acadêmicas.

RESOLVIDO – As plataformas ProQuest enfrentam problemas de conectividade

Por volta das 20h00 (Horário de Greenwich) nesta segunda-feira, 17 de julho, a ProQuest começou a experimentar problemas de conectividade em uma gama de nossos produtos e várias plataformas.

Estamos trabalhando diligentemente para resolver o problema e pedimos desculpas por qualquer inconveniente.

Se você precisar de assistência, entre em contato com o suporte técnico da ProQuest:

E-mail: tsupport@proquest.com
  1 (800) 889-3358 (nos Estados Unidos e no Canadá)
1 (800) 4997-4111 (fora dos Estados Unidos e Canadá)

Pedimos desculpas por esta interrupção no serviço. Estamos trabalhando diligentemente para resolver o problema.

 

A importante transição para HTTPS começa em 10 de julho

Security HTTPSFaz pouco mais de quatro meses desde que anunciamos  o nosso compromisso de conectar você e seus usuários de forma mais segura aos sistemas da ProQuest. Agora, estamos nos aproximando da fase final em que o suporte ao protocolo HTTP “será removido” e precisaremos conectar os sistemas da ProQuest com a versão mais segura, HTTPS.

A partir de 10 de julho, a plataforma ProQuest vai exigir que todos os pedidos de busca e recuperação de documentos utilizen HTTPS. Antes disso, certifique-se de que seus proxies e links de documentos estejam ajustados.

– Se sua biblioteca usa proxies para acessar a ProQuest, há algum trabalho a ser feito antes de 10 de julho para atualizar links e certificados para suportar o HTTPS. Para obter instruções sobre como completar essas alterações em servidores proxy comuns, consulte este artigo de suporte.

– Se sua biblioteca acessa o conteúdo da ProQuest diretamente (não via proxy), comece o processo para rever e converter links para o conteúdo da ProQuest para suas versões HTTPS exclusivamente garantindo, assim, que seus clientes estejam melhor protegidos à medida que pesquisam.

Além dos sistemas anunciados em janeiro, vários outros agora oferecem suporte a HTTPS, incluindo Pivot, ProQuest Congressional e muitas das nossas ofertas de K-12. A Ebook Central e outros sistemas também estarão terminando o suporte de HTTP no decorrer de 2017.

Para obter a lista completa de produtos e datas finais da transição para HTTP, reveja este artigo de suporte, que será atualizado regularmente à medida que as datas forem confirmadas. Mantenha-se informado facilmente assinando a série de artigos para ser notificado das mudanças.

Comece a usar o HTTPS como seu meio primário de se conectar a todos os sistemas ProQuest habilitados agora, para que você e seus usuários estejam melhor protegidos desde já. Isso também irá prepará-lo para a próxima suspensão de suporte à HTTP.

“HTTPS em todo lugar”

Os fabricantes de navegadores estão dirigindo em direção a uma Internet mais segura que alavanca o HTTPS o mais amplamente possível. Você notará mudanças em navegadores comuns que continuam a dirigir a mensagem de “HTTPS Everywhere” para os usuários enquanto navegam na Internet. Por exemplo, o Google atualizará seus navegador Chrome em outubro. O navegador irá notar a página da Web que usa HTTP para enviar informações como “Não seguro”, tornando os usuários mais conscientes quando enviam informações através de uma conexão não criptografada.

Como protetores de privacidade e defensores da segurança, a biblioteca é um ótimo parceiro para transmitir essa mensagem aos usuários.

Precisa de mais informação ou ajuda?

Entre em contato com uma de nossas treinadoras Ely Penna ou Eulália Soares ou o seu Gerente de Contas para obter respostas a perguntas ou preocupações sobre esta etapa final de transição para o HTTPS. Aumentar a segurança da Internet nos beneficia a todos, e essas mudanças são fundamentais para garantir que as buscas de seus usuários nos sistemas da ProQuest sejam privadas de ponta a ponta.

Portal de Periódicos da CAPES agora com acesso ao texto completo da Technology Collection

Techology-image

As instituições usuárias do Portal de Periódicos da CAPES agora possuem acesso à TECHNOLOGY COLLECTION da ProQuest. A coleção inclui as bases de dados Advanced Technologies & Aerospace Database, Materials Science & Engineering Database e Military Database.

Corpo docente, pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação, das universidades e institutos de pesquisa que oferecem o conteúdo da CAPES, podem pesquisar títulos das mais prestigiadas editoras de Ciência e Tecnologia mundiais, incluindo Springer, Wolters Kluwer, Elsevier, Nature Publishing Group, entre outras, com milhares de títulos em texto completo na Plataforma ProQuest. O conteúdo inclui periódicos revisados por pares, publicações comerciais, ebooks, monografias, anais de congressos, relatórios, newswires, vídeos e muito mais.

Para aqueles que precisam mergulhar profundamente em sua disciplina com extensas revisões de literatura, incluímos uma ampla gama de bases de dados de resumos e referências específicas e a contribuição editorial na seleção de conteúdo, vocabulário controlado e indexação traz estrutura para a literatura, facilitando aos pesquisadores a descoberta eficiente de conteúdo relevante dentro de cada disciplina.

As áreas temáticas incluem:

 

• Tecnologias avançadas

• Engenharia aeroespacial

• Engenharia Automotiva

• Bioengenharia e biotecnologia

• Química e engenharia química

• Engenharia Civil

• Comunicações

• Compósitos

• Ciência da Computação

• Materiais de construção

• Engenharia de terremotos

 

 

• Eletrônica e elétrica

• Engenharia

• Materiais de engenharia

• Engenharia Ambiental

• Segurança interna e terrorismo

• Indústria e fabricação

• Engenharia

• Relações Internacionais

• Ciência de materiais

• Matemática

• Engenharia Mecânica

 

• Metalurgia

• Militar e defesa

• Nanociência e
Nanotecnologia

• Novas tecnologias

• Física

• Ciência do polímero

• Aços, ligas e
metais não ferrosos

• Telecomunicações

• Engenharia de transporte

Leia no portal >

Para suporte aos pesquisadores, veja nossa página dedicada ao Portal de Periódicos da CAPES.

Títulos de ebooks da Oxford e Wiley não disponível nas plataformas das editoras

A ProQuest tem o prazer de lhe oferecer mais de 32.800 ebooks da Wiley (aprox. 21.100) e Oxford University Press (aprox. 11.700) que não estão disponíveis nas próprias plataformas das editoras. Ao adquirir esses títulos nas plataformas Ebook Central ou ebrary, você pode:

  • Escolher um modelo de compra/assinatura que atenda às suas necessidades de orçamento.
  • Fornecer uma melhor experiência ao usuário, oferecendo títulos pesquisáveis de vários editores em uma única plataforma, permitindo inclusive, busca cruzada.

Deseja a compra imediata ou aquisição baseada na demanda (DDA)?

No DDA, os títulos só são acionados para compra se forem usados. Como parte do programa DDA, você pode ainda aproveitar o exclusivo modelo de acesso da ProQuest: ATO (Access-to-Own), que aplica o empréstimo à propriedade do título. O ATO está ganhando a atração rápida e igualmente entre bibliotecários e editoras porque fornece acesso a mais conteúdo do front-list e elimina barreiras associadas aos embargos dos empréstimos à curto prazo.

Gostaria de ver uma lista de títulos? Clique aqui ou entre em contato com o seu Gerente de Contas da ProQuest.

O poder da associação de Alexander Street e ProQuest

A Alexander Street foi fundada em maio de 2000, com o objetivo de publicar coleções digitais de streaming em grande escala de excepcional qualidade nas ciências humanas e sociais. Em busca, especificamente, de conteúdo raro e difícil de encontrar para adicionar funcionalidades e, assim, cumprir a missão de “fazer vozes silenciosas serem ouvidas”.

De acordo com Stephen Rhind-Tutt, Presidente da Alexander Street:

“Queríamos construir uma empresa que investigasse materiais raros, difíceis de encontrar e até então inacessíveis e os tornassem úteis e envolventes para estudiosos e estudantes. E foi isso que fizemos. Somos a primeira empresa a vender streaming de música e vídeo em bibliotecas, somos os primeiros a publicar fontes primárias em aconselhamento e engenharia e para fazer roteiros de filmes e quadrinhos para bibliotecas. Desde o Black Panther Party Newspaper até 60 Minutes encontramos material excelente e o trazemos para as bibliotecas.

Cada uma dessas iniciativas expandiu a Alexander Street. Enquanto escrevo, estamos nos aproximando de 4.000 clientes em mais de 60 países. Temos perto de 150 produtos. Estamos vendo cada vez mais interesse no que fazemos. Já não somos uma pequena empresa. É hora de começar um novo capítulo.”

No ano passado a Alexander Street se uniu à ProQuest e planeja continuar com a sua tradição.

Nos últimos anos, a Alexander Street inovou com modelos de negócios impulsionados pela demanda, incluindo a Patron Driven Acquisition, a Evidence Based Acquisition e, mais recentemente, o Access to Own (ATO) – que permite aos clientes acessarem a uma coleção na sua totalidade e escolherem títulos seleccionados para possuírem no final de um assinatura.

“(Tornar-se parte da família ProQuest) Isso nos permitirá prosperar ainda mais em áreas como enfermagem, negócios e engenharia, onde nossa presença atual é pequena. Ele nos permitirá criar recursos de próxima geração em música, literatura e outras áreas das humanidades que irão deliciar os professores e alunos como nunca antes. Permitirá que nos concentremos mais na inovação do que na infraestrutura. Ela nos permitirá construir em vez de diluir nossa missão.” – afirmou Stephen Rhind-Tutt.

********************************************************************************************************************************

Academic Video Online

A mais abrangente assinatura de vídeos disponível para as bibliotecas. Ela oferece mais de 62.000 títulos de vídeo abrangendo a mais ampla gama de áreas de estudo, incluindo antropologia, negócios, aconselhamento, cinema, saúde, história, música e muito mais. Mais de 17.000 títulos são exclusivos da Alexander Street, todos com um custo anual previsível. A enorme variedade de conteúdo da Academic Video Online a torna um recurso útil para todos os tipos de clientes, dando às bibliotecas um alto retorno sobre o investimento.

Peça um período de avaliação gratuita para conhecer melhor e avaliar o recurso.

********************************************************************************************************************************

Recursos de suporte

Se a sua instituição já é assinantes da Alexander Street, abaixo alguns dos recursos disponíveis de suporte as bibliotecas na tarefa de promover os recursos dentro da instituição:

  • Botões para a web – Faça o download para usar na página da Web da biblioteca. Use as imagens para ajudar a divulgar suas coleções online e aumentar o uso.
  • Posters – Baixe e imprima Para promover os recursos da sua biblioteca. Todas as imagens estão em formato PDF de alta resolução e estão disponíveis gratuitamente para reutilização ou redimensionamento.
  • Marca-páginas – Faça o download, personalize e imprima Usando o Adobe Reader ou o Adobe Acrobat, você pode inserir o nome de sua biblioteca ou instituição e instruções para acesso remoto. Inclua qualquer informação que seus clientes possam precisar sobre servidores proxy, informações do cartão de biblioteca ou URLs para páginas no site da biblioteca.

Encontre mais recursos de suporte e divulgação clicando aqui.

********************************************************************************************************************************

Download gratuito

A cada duas semanas, a Alexander Street disponibiliza para bibliotecas o download gratuito de um trabalho completo das reconhecidas bases de dados de streaming de música, Classical Music Library e Smithsonian Global Sound®.

Visite a página de download para obter mais informações.

 

Backfiles de periódicos essenciais em Humanidades e Ciências Sociais

Estando em uma biblioteca de pesquisa, você sabe o valor do conteúdo de arquivo de revistas para o sucesso da pesquisa de seus acadêmicos e alunos.

Mas você sabe que sem Periodicals Archive Online estão faltando na coleção centenas dos principais periódicos e seriados? Periodicals Archive Online tem muito pouca sobreposição com outras bases agregadoras. Avalie PAO para buscar backfiles de revistas que são essenciais e não estão disponíveis em formato eletrônico em nenhum outro lugar.

Publicações líderes online na Periodicals Archive Online incluem:

  • Spectator (1828-2000)
  • New Statesman (1913-2000)
  • Harper’s (1850-2000)
  • Sight  & Sound (1932-2000)
  • New Leader (1924-2000)
  • RUSI Journal (1858-2000)
  • Current History  / Current History and Forum (1914-2000)
  • E muito mais…

 

“[Periodicals Archive Online] é um recurso importante que será extraordinariamente útil em bibliotecas acadêmicas. O conteúdo é acadêmico e internacional, o backfile é impressionante, a pesquisa é direta, e o conteúdo está se expandindo…”
Library Journal

Solicite um período de avaliação gratuito agora mesmo!